sábado, 1 de setembro de 2012

1 ano e 3 meses

Enquanto o papai está dando mamadeira, quero aproveitar pra contar um pouquinho do que estamos vivendo nesses últimos dias com você, filha... Tem sido uma delícia.
Há pouco mais de três meses você nem conseguia andar direito. Agora anda, corre, sobe em tudo que é lugar: cadeira, mesa, escorregador... (pra esse último você pede ajuda). Você também está falando muito!!!... sua palavra preferida é "não", mas você já fala quase tudo. Sabe o nome de todos os seus brinquedos e pede o que quer pra brincar. Gosta de assistir os desenhos segurando o brinquedo correspondente. Seu desenho preferido é o do Mickey... bem esse, filha, que eu nunca gostei!!!... rs. Você canta e fala junto com o Mickey, segurando sempre a sua Minnie como se estivesse participando do que está acontecendo na tela.
Ouvir e contar histórias também é uma coisa que você curte muito. Você tem livros de todos os tipos para bebês, e se diverte com todos eles!... Sua Bíblia já está toda remendada, porque às vezes a leitura antes de dormir rende algum rasgo...
Você adora descer e dar comida pro peixes do aquário daqui do prédio! Conversa com eles numa língua que eles já devem entender.
Quando eu olho você brincando com as crianças daqui ou com seus primos, eu percebo que você não é mais uma bebê... já é criança mesmo! Todo mundo dizia que o tempo com os filhos passam rápido, mas eu não imaginei que fosse tanto!
Olha que coisa mais linda a descoberta das bolinhas de sabão...


video


Nós duas estávamos no carro voltando pra casa um dia dessa semana quando você começou a reclamar que queria sair da sua cadeirinha. Eu peguei um biscoito de polvilho e te ofereci (essa tem sido a melhor estratégia pra te distrair no carro). Você responde com toda propriedade, balançando a cabeça: "Não". Eu disse: "Não quer biscoito?... O que você quer?"... Você respondeu: "Ága"... e bebeu um monte no seu copinho. Chegando em casa, eu deixei você brincando na sala enquanto fui esquentar o seu jantar. Daqui a pouco ouço uma conversa... você pegou o telefone (porque agora já alcança) e começou o maior papo: "Oi... tau... bezo... qui linda". Pensando nessas duas cenas (carro e telefone) eu me dei conta do quanto você aprende em tão pouco tempo. Que responsabilidade é te educar!!!...
Às vezes eu ouço alguém se referir a uma criança dizendo que ela é tranquila, calma... essa com certeza não é você. Você é temperamental e agitada... desde a maternidade! Não para quieta em nenhum minuto do dia... mas acima de tudo você é uma criança feliz! Ri muito... aliás, dá gargalhadas deliciosas que nos fazem perceber que a alegria está mesmo nas coisas simples! Faz festa e gosta de conversar com todo mundo!!... Enfim, você é única e nós não imaginávamos que houvesse um amor tão grande.
Eu estou rebolando pra conseguir conciliar o tempo com você e o tempo com as minhas aulas, que tem aumentando muito nesses últimos meses... Seu pai também! Às vezes ele chega bem tarde do trabalho mas faz questão de acordar cedo e te dar a mamadeira pra poder curtir um tempinho com você. E nós dois nunca estivemos tão felizes.
Obrigada pela reviravolta que você deu na nossa vida!
Te amamos demais demais demais!!!